Município assegura benefícios para população como contrapartida de terreno para hospital privado

A Câmara Municipal da Nazaré aprovou o contrato de constituição de direito de superfície sobre o terreno onde deverá instalar-se um investimento estrangeiro na área da saúde.
Nos termos do documento, a Câmara Municipal da Nazaré cede à empresa investidora o direito de superfície, pelo prazo de cinquenta anos, de uma parcela de três hectares, a destacar de um terreno situado na zona das Marcelinas, na Pederneira.
Neste terreno deverá ser edificado um equipamento multifacetado na área da saúde, designadamente um hospital, com atendimento em regime de urgências e consultas externas, internamento e tratamento ambulatório, dotado de laboratório de análises clínicas e de meios auxiliares de diagnóstico; um pólo universitário de estudos e formação em Medicina, associado a um centro de investigação científica; e unidades de residência assistida, para apoio aos utentes e respectivas famílias.
Em contrapartida, a Câmara Municipal da Nazaré assegura, entre outras vantagens, o regresso do serviço de maternidade ao concelho.
A população residente poderá beneficiar de assistência gratuita na maternidade e no parto, bem como aceder a todos os serviços hospitalares e cuidados médicos, com desconto de 50% sobre o valor não comparticipado.
Complementarmente, os munícipes poderão usufruir de um desconto de 25% no valor não comparticipado de todos os serviços praticados nas “residências assistidas”. Os jovens do concelho também não foram esquecidos neste contrato, com a atribuição de bolsas de estudo (duas por ano, no máximo) para frequência do pólo universitário a funcionar no complexo hospitalar.
Nos termos do documento, a empresa investidora deverá manter a sua sede social no município da Nazaré, beneficiando de isenção de derrama durante todo o período de vigência do contrato.
Este investimento, de natureza completamente privada de capitais israelitas, estimado em cerca de 100 milhões de euros, prevê a instalação de trezentas camas, para apoio a uma vasta gama de valências médicas.
Equipado com tecnologias de vanguarda e com recurso a fontes de energia renováveis, o hospital oferecerá serviços de ponta em áreas tão distintas como a cirurgia (múltiplas valências, incluindo cirurgia plástica), genética e reprodução assistida, geriatria, nutrição e distúrbios alimentares, transplantes e investigação molecular, entre muitas outras.
O complexo ocupará uma área de implantação de 10.000m2, com quatro pisos acima do nível do solo e três pisos subterrâneos, e será servido por um heliporto privativo.
Actualizado em ( 10-Dez-2008 )