Projecto de aproveitamento energético do movimento vence Concurso Escolas Empreendedoras da Nazaré

O projecto “Mov Energy”, apresentado por quatro alunos do Externato D. Fuas Roupinho (EDFR), foi o vencedor do 3º Concurso “Escolas Empreendedoras da Nazaré”, cuja sessão final teve lugar ontem, dia 23, no auditório da Biblioteca Municipal.
Os jovens Renato Pinto, João Moreira, João Norberto e Pedro Torrão conquistaram a preferência do júri, com uma ideia de negócio baseada no aproveitamento da energia produzida a partir de placas cinéticas instaladas nas ruas de maior tráfego da Nazaré, para utilização nos equipamentos públicos da vila.
Foi também pelo seu carácter inovador que os projectos “Interactive Clothes Selector” (2º lugar) e “Baby Sport” (3º), apresentados por alunos do EDFR, alcançaram os restantes lugares do pódio. No primeiro caso, as alunas inspiraram-se na dificuldade quotidiana de escolher que roupa vestir para criar um software interactivo que permite seleccionar o guarda-roupa adequado às necessidades e características do utilizador, bem como factores exógenos, como o estado do tempo; por seu lado, o “Baby Sport” consiste num equipamento desportivo para ocupação de tempos livres de crianças.

«A escolha foi muito difícil», reconheceu Miguel Sousinha, presidente do Conselho de Administração da empresa municipal “Nazaré Qualifica”, que integrou o júri do concurso. «Todos os projectos foram vencedores, porque são bons e poderiam ser levados à prática», salientou.
Também Sérgio Póvoas, da consultora GesVenture, salientou a importância dos alunos do Externato D. Fuas Roupinho (EDFR) e da Escola Profissional da Nazaré (EPN) terem «aceitado este desafio». «Ser empreendedor é ter uma atitude diferente perante a vida», afirmou aquele responsável, acrescentando que «já não existe o conceito de emprego para a vida» e é necessário aos jovens terem conhecimentos que lhes permitam «construir o próprio emprego».
Por seu lado, a vice-presidente da Câmara Municipal da Nazaré, Mafalda Tavares, destacou as parcerias estabelecidas entre o Município, as escolas e entidades privadas para «tornar este concurso possível e mais apelativo aos alunos».
A etapa final do 3º Concurso de Escolas Empreendedoras da Nazaré consistiu na apresentação de oito ideias de negócio, de alunos do EDFR e da EPN, seleccionados entre 18 concorrentes iniciais. O turismo, o lazer, as energias renováveis e as novas tecnologias foram as principais áreas de actividade abrangidas pelos projectos a concurso.
As ideias de negócio foram avaliadas pelo seu grau de inovação, pela capacidade de concretização e pelo eventual impacto económico, social e/ou ambiental, entre outros critérios.
Houve prémios para os três primeiros classificados e para as escolas participantes, bem como lembranças para todos os concorrentes.
O Concurso Escolas Empreendedoras da Nazaré é organizado pela empresa municipal “Nazaré Qualifica”, em parceria com a Câmara Municipal, a empresa de consultoria GesEntrepreneur, o supermercado “Modelo” e o Banco Espírito Santo.
Sensibilizar e motivar os jovens para as práticas empreendedoras, promovendo o espírito de iniciativa e dinamismo no Concelho, é um dos principais objectivos da iniciativa.
Actualizado em ( 25-Jun-2010 )