Skip to content

Nazaré Qualifica

 Noticias seta Noticias seta Aulas de empreendedorismo regressam às escolas do concelho
Skip to content

Autenticação






Esqueceu a senha?

Apoios

apoios.png
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
Aulas de empreendedorismo regressam às escolas do concelho Imprimir e-mail
Dezenas de alunos do Externato D. Fuas Roupinho, EB 2,3 Amadeu Gaudêncio e Escola Profissional da Nazaré estão a aprender como iniciar uma vida ligada aos negócios, através de aulas de empreendedorismo.
O ensino do empreendedorismo nas escolas do concelho da Nazaré é uma das iniciativas desenvolvidas no âmbito do projecto “Nazaré Concelho Empreendedor”, dinamizado pela empresa municipal “Nazaré Qualifica”, em articulação com a Câmara Municipal.
Os estudantes vão desenvolver as bases do projecto ao longo de sete sessões previstas para este ano lectivo. As aulas foram planeadas para ensinar o que é ser empreendedor, como gerir uma ideia e, por fim, desenvolver uma ideia de negócio que será posta em prática, durante uma manhã, nas ruas da Nazaré.
Esta iniciativa, segundo Marta Reis, da GesEntrepreneur, empresa que está a desenvolver o projecto, «não torna os alunos empreendedores mas sensibiliza-os para alguns aspectos que, numa próxima vez, poderão ser melhorados», com o objectivo de vir «a gerar novas oportunidades de negócio e a criar nos jovens um espírito de iniciativa» empresarial. Por seu lado, António Formiga, director pedagógico do Externato, que faz um balanço positivo da actividade desenvolvida no primeiro ano da iniciativa, justificou a continuação da parceria com a importância que tem o «envolvimento da escola em actividades que estejam para além do plano curricular».
O docente considerou que tudo o que estabeleça uma ligação da escola ao meio envolvente é uma «uma pedra basilar para a visibilidade da escola», classificando, ainda, de uma «mais valia o apelo que o projecto do empreendedorismo tem feito ao sentido critico e criatividade dos alunos».
Este ano, houve, acrescentou «a preocupação de estabelecer uma relação entre as actividades a desenvolver pelo projecto e as actividades curriculares, para uma maior proximidade à realidade», o que confere, salientou, «ainda mais importância à iniciativa, que se desenvolve em parceria com a empresa municipal».
Tal como no ano lectivo 2007/2008, as aulas de empreendedorismo terminarão com os alunos a participar num concurso de ideias.
 
< Artigo anterior   Artigo seguinte >